O que ganhamos no campo, devolvemos nos portos e terminais, diz Ometto

Agência Estado

O presidente do conselho da Cosan, Rubens Ometto, destacou hoje a perda de competitividade do agronegócio brasileiro com a logística deficitária. "O que ganhamos no campo, devolvemos nos portos e terminais, isso é um paradigma para o agronegócio brasileiro", afirmou durante o Summit Agronegócio Brasil 2015, realizado pelo Estadão com patrocínio da Faesp. Ometto e outros participantes do evento disseram que a logística é o principal entrave para o desenvolvimento do setor no País.

Páginas