Conheça o operador de CCO da Rumo

Preparar as esteiras do Terminal de Santos para o embarque de açúcar, garantindo agilidade e eficiência nas operações. Essa é a principal função do operador de CCO – Centro de Controle Operacional, da Rumo. 

“Devemos prestar atenção a todos os processos. É nossa responsabilidade checar a disponibilidade dos Armazéns e controlar o fluxo da carga. Eu costumo comparar meu trabalho a uma parte do corpo humano: se alguma coisa não funcionar corretamente, todo o sistema é afetado”, conta Jorge Augusto de Andrade, operador de CCO, e que trabalha na empresa desde 2003. Para ele, o maior objetivo é embarcar o máximo de carga, garantindo a segurança e integridade dos funcionários e equipamentos, sem sobrecarregar os sistemas.

“Somos em quatro funcionários no CCO, e, mesmo trabalhando com computadores, estamos sempre em contato com o pessoal que trabalha na área operacional, mantemos uma troca de informações e uma comunicação constante. Lidamos com variáveis ou restrições que exigem que estejamos sempre buscando novas soluções”, explica ele.