Conheça o costado!

Depois que o açúcar sai das usinas e segue em direção aos Terminais do interior da Rumo, passa diversas etapas até chegar ao Porto de Santos, tudo para garantir a logística integrada da carga. A Rumo realiza a armazenagem, transporte, por meio da ferrovia ou rodovia, e a descarga em Santos até que o produto chegue ao embarque nos navios, que tem como destino o exterior. Essa é a etapa final do processo, uma das mais importantes.

Ao chegar no Porto de Santos, os navios passam por inspeção para que sua atracação, encoste no berço do Terminal, seja iniciada. Para o procedimento de embarque, o açúcar é transportado por esteiras até o shiploader, equipamento que deposita a carga dentro dos porões da embarcação.

Confira algumas curiosidades sobre o costado:

Com dois berços de atracação (T-16 e T-19), o Terminal da empresa é capaz de receber navios com comprimento acima de 230 metros, com capacidade superior a 90 mil toneladas;

O Terminal conta com uma capacidade de embarque de até 6 mil toneladas por hora para volumes à granel e de até 5.500 sacos por hora para ensacados;

O berço T-19 possui dois shiploaders, ambos responsáveis pelo embarque de açúcar à granel. Já o T-16 conta com três shiploaders, sendo dois responsáveis pelo embarque de ensacados e um pelo embarque de granel;

Após a homologação da Codesp, o Terminal da Rumo passou a contar com o maior calado do Porto de Santos. O T-16 agora possui uma medida de 13,5 metros e o T19, de 13,0 metros.