Definidas mais cinco startups que serão hospedadas e aceleradas pelo Pulse, hub de inovação de Piracicaba

 

A Raízen, licenciada pela marca Shell no Brasil e idealizadora do Pulse, selecionou cinco startups que serão hospedadas no hub de inovação recém-inaugurado na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo. O pitch day aconteceu na última quinta-feira (21/09) e foi marcado pela apresentação de soluções inovadoras e por muita expectativa dos representantes das startups concorrentes, das quais, as escolhidas, devem iniciar os trabalhos no Pulse já no próximo mês.

Neste primeiro ciclo, o foco do Pulse é no agronegócio, com futura expansão para outros negócios. As empresas selecionadas ontem têm como principal característica a inovação e atuam nas áreas de soluções digitais para operações financeiras, aplicação de insumo aéreo, tecnologia em análises de solo, inteligência artificial e solução diferenciada para o controle de pragas.

Para participar do processo de seleção as empresas realizaram o cadastro pelo site do Pulse ou por indicação da rede de relacionamento do hub. Mais de 400 startups fizeram inscrições, sendo que aproximadamente 70 foram selecionadas para uma apresentação mais detalhada com o time do Pulse para, enfim, serem escolhidas 12 para o pitch day. Os representantes das startups tiveram cinco minutos cada para apresentar suas propostas e convencer a banca avaliadora de que suas ideias merecem espaço no Pulse.

As apresentações foram feitas no formato de elevator pitch – uma modalidade utilizada por empreendedores para apresentar propostas inovadoras e que merecem oportunidade no mercado. Geralmente as apresentações são feitas em curto espaço de tempo e da forma mais objetiva possível.

Dentre os critérios considerados para selecionar as empresas, foram avaliados a capacidade de seus empreendedores, maturidade do produto e potencial de escalabilidade no mercado.

A robustez das soluções apresentadas pelas startups fez com que a escolha final fosse ainda mais difícil. “Foi uma experiência incrível ter contato com excelentes empreendedores que, com certeza, têm a capacidade de impulsionar o ecossistema agro para um novo patamar”, conta Fábio Mota, diretor de Tecnologia da Informação da Raízen e diretor do Pulse.

O potencial de mercado e as inovações apresentadas pelos participantes chamaram a atenção de todos os presentes no pitch day e, por conta disso, durante o debate para seleção que aconteceu na última sexta (22/09) o time do Pulse definiu que as outras sete startups serão associadas, ou seja, poderão usufruir do espaço e receber mentoria oferecida pelo hub.

As startups que serão aceleradas são as seguintes: Agribela, Aimirim, Bart Digital, Perfect Flight e Speclab. As associadas são: Exact Farming, Inceres, Pangeia Biotec, Elo Biomass.com, Drop, @Tech e Rain Company.

Sobre o Pulse

Com o apoio da SP Ventures e da Nxtp.Labs, além de outras parcerias, o espaço quer se tornar a primeira opção para startups que buscam expansão e aceleração no setor agro. Para dar todo o suporte necessário ao desenvolvimento dessas inovações, a Raízen abre ainda suas unidades produtoras para testes pilotos.

O Pulse está situado dentro do Parque Tecnológico de Piracicaba. Além de grandes empresas instaladas no local, o bairro sedia importantes instituições acadêmicas, como a Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

A cidade também leva o título de ‘Vale do Silício agritech do Brasil’, já que abriga 38% das startups focadas em tecnologia agrícola no Estado de São Paulo e é referência em pesquisas da área. É na cidade também que está localizada a sede administrativa da Raízen, além de cinco de suas 26 unidades de produção que também estão na região próxima à Piracicaba.

Engajamento do setor

O Pulse chega para aproximar as relações entre as empresas do setor sucroenergético, bem como as startups que atuam para implantar de alguma forma melhorias e aperfeiçoamentos no mercado. Além de hospedar as startups selecionadas ontem, o espaço já é um novo ambiente para discussões pertinentes ao setor agro.

No último dia 14/09 foi realizado um brainstorm com empresas, investidores e entidades no Pulse, quando foram discutidos os desafios tecnológicos no agronegócio, ideias para superar as dificuldades que o setor enfrenta, gestão da tecnologia e aprimoramento de soluções. O encontro foi intermediado por equipes do Pulse, da SP Ventures e da NXTP Labs, parceiras da Raízen no hub de inovação.

Sobre a Raízen

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis.

A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar.

Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, produz 4,2 milhões de toneladas de açúcar anualmente e 4,7 milhões de toneladas são comercializadas. A companhia também tem 940 MW de capacidade instalada de produção de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar e a empresa comercializa anualmente 2,8 milhões de MWh de energia elétrica. A Raízen também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select.

Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do Estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.