Em parceria com a Comgás, Rumo investe R$ 8,5 milhões em gerador a gás natural para suprir eventuais faltas de energia no Porto de Santos

Maior operadora de logística ferroviária do País, a Rumo está adotando um eficiente sistema de geração de energia a partir do gás natural que irá garantir o funcionamento contínuo de suas operações no Porto de Santos.

O terminal santista da Companhia está com dois geradores em operação capazes de suprir eventuais quedas de energia elétrica. A novidade é que, em vez dos tradicionais motogeradores movidos a óleo diesel, a empresa optou por equipamentos 100% movidos a gás natural, com capacidade para gerar 2,4 MW de energia elétrica. Desenvolvido em parceria com a Companhia de Gás de São Paulo (Comgás), o projeto teve um investimento aproximado de R$ 8,5 milhões.

“O sistema de geração a gás natural vai garantir à Rumo que suas operações não mais sejam interrompidas pela falta de energia elétrica”, afirma Sergio Luiz da Silva, Diretor Comercial da Comgás.

“Como o fornecimento de gás natural é contínuo, teremos mais segurança sobre a nossa capacidade de manter a operação, mesmo na eventualidade de falha no fornecimento de energia elétrica convencional, algo bastante comum em toda a região da Baixada Santista”, diz Fabricio Degani, Diretor de Portos e Terminais da Rumo.

O novo sistema de geração de energia da Rumo permitiu que 10 geradores a diesel fossem desativados e substituídos pelos dois modernos dispositivos movidos a gás natural, que, além de ser um combustível mais econômico, reduz significativamente o nível de emissões de dióxido de carbono (CO2) e praticamente elimina a emissão de material particulado, óxido nítrico (NOx) e dióxido de enxofre (SO2) – esses últimos altamente danosos para o sistema cardiorrespiratório.  

Outra vantagem diz respeito ao aumento da segurança e praticidade nas operações: “Por ser canalizado e de abastecimento contínuo, o gás natural elimina tanto a necessidade de armazenamento de combustível líquido no local quanto o fluxo de caminhões para recarga do tanque”, explica Degani.

Pelo contrato com a Comgás, está previsto o fornecimento de 20.800 metros cúbicos de gás natural por mês à unidade da Rumo no Terminal Portuário da Rumo. O projeto do novo sistema começou a ser desenvolvido em 2015 e entrou em funcionamento depois de liberado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Os geradores são de General Electric e o projeto de engenharia foi realizado pela Ecogen.

Sobre a Comgás

A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) trabalha para ser a melhor alternativa energética para as pessoas, as empresas e a sociedade, oferecendo serviços e soluções que antecipam o futuro.

Com fornecimento ininterrupto e atendimento 24h, a Comgás atende mais de 1,6 milhão de clientes em sua área de concessão no estado de São Paulo: a Região Metropolitana de São Paulo, a Região Administrativa de Campinas, a Baixada Santista e o Vale do Paraíba.

A Companhia possui cerca de 14 mil quilômetros de rede de distribuição em 87 municípios, abastecendo com gás natural os segmentos industrial, comercial, residencial e automotivo, além de viabilizar projetos de cogeração e fornecer gás para usinas de termogeração. Site: www.comgas.com.br

Sobre a Rumo

A Rumo é resultado da fusão entre a Rumo Logística Operadora Multimodal e a América Latina Logística. Com mais de 12 mil quilômetros de ferrovias, 966 locomotivas, 28 mil vagões e quase 12 mil funcionários diretos e indiretos, trata-se da maior operadora logística com base ferroviária independente da América Latina. Suas linhas passam por Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, interligando os principais portos do País. Pela malha férrea da Companhia são transportados commodities agrícolas, além de produtos industriais como combustível, celulose, minérios e fertilizantes.