Raízen discute mercado do Arla 32 em fórum especializado

O mercado de Arla 32 no Brasil tem se mostrado cada vez mais dinâmico e com muitos desafios. E é este cenário que a Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, irá discutir, nesta terça-feira (28/11), durante o Integer Arla 32 Fórum. Andreas Lips, Gerente de Oferta de Rodovia e Diesel da Raízen, representará a companhia no encontro. Na pauta estão as experiências do consumidor final do Arla 32 Evolux, melhores práticas, oferta do produto no mercado.

“A Raízen, por meio da marca Shell, distribui um produto de qualidade e se coloca perto do consumidor final. Além da distribuição, temos o relacionamento com os caminhoneiros por conta do Clube Irmão Caminhoneiro Shell e sentimos de perto como os usuários veem o produto. Dessa percepção, por exemplo, ampliamos a oferta do Arla Evolux em embalagens de volumes diferentes”, comenta Lips.

O Arla 32 Evolux atende veículos a diesel fabricados a partir de 2012 com a tecnologia SCR (Redutor Catalítico Seletivo). Esta categoria de automotores deve, obrigatoriamente por lei, usar produtos que ajudem reduzir em até 80% a emissão de materiais particulados e de até 60% os níveis de NOx (óxidos de nitrogênio).

A Integer Research, organizadora do fórum, é uma empresa britânica independente de consultoria especializada em pesquisas e análise de mercado com foco em emissões e meio ambiente.
Também participarão do encontro o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), a Polícia Rodoviária Federal, entre outros.

O evento se inicia às 9h30, no hotel Mercure São Paulo Vila Olímpia (Rua Santa Justina, 210, Vila Olímpia, São Paulo - SP).

Sobre a Raízen

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades de produção de produção de açúcar, etanol e bioenergia + planta de etanol 2G, são 860 mil hectares de área agrícola cultivada. A Raízen produz cerca de 2,1 bilhões de litros de etanol por ano, produz 75 milhões de toneladas de açúcar de capacidade instalada anualmente e 4,7 milhões de toneladas são comercializadas. A companhia também tem 940 MW de capacidade instalada de produção de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar e a empresa comercializa anualmente 2.8 TWh de energia elétrica.

A Raízen também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis. Com 98% colheita mecanizada, tem estrutura para distribuir 5 bilhões de litros de combustíveis por mês e 211,8 milhões de km rodados no ano-safra 15/16 com a frota de caminhões-tanque para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.200 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select, investiu no ano de 2017 R$ 3,2 bilhões nas áreas de EAB e Combustíveis. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do Estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.