EESG Blog

Conheça os objetivos para equidade de gênero da Cosan para o S de Social

As Nações Unidas têm se concentrado no progresso da igualdade de gênero e do ODS  (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas. Mais recentemente, reformas que promovem a igualdade de gênero começaram a ser aprovadas pelos governos, mais jovens estão recebendo sua educação, menos sendo forçadas a se casar cedo e mais mulheres estão atuando em posições de liderança. Mas apesar dessas realizações, ainda há muito trabalho a ser feito.

No Brasil, embora as mulheres atinjam um nível de escolaridade mais elevado quando comparadas aos homens e representam 50% das responsáveis pelo sustento das famílias, a diferença salarial é enorme. Olhando para o ranking de igualdade salarial, o país fica entre uma das últimas posições entre todos os continentes americanos.

Quando se trata de posições de liderança, a diferença é de até 23%. Pode-se argumentar que, neste caso, afeta apenas uma pequena parcela da população, uma vez que apenas 3% dos cargos mais altos são ocupados por mulheres (sic), o que torna a combinação ainda pior. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), caso haja igualdade de gênero nas relações de trabalho, o PIB global cresceria 35%.

Por isso, a Rede Brasil Do Pacto Global criou um movimento chamado “Equidade é Prioridade: Gênero” com o objetivo de estabelecer metas claras para as empresas como parte da iniciativa, promover a inclusão de mulheres na liderança sênior no país. As organizações podem assumir o compromisso de ter 30% de mulheres em cargos de liderança até 2025 ou 50% até 2030.

Como signatária do Pacto Global e comprometida com o desenvolvimento sustentável de seus negócios e do país, a Cosan faz parte desse debate. Estamos publicamente comprometidos com a igualdade de gênero. Atualmente, nossa equipe é composta por 54% de homens e 46% de mulheres, e sem dúvida, esse são bons números em relação ao padrão brasileiro. Mas queremos ir além. Nós já aumentamos a presença feminina em cargos operacionais, administrativos e de gestão, fazemos parte do Índice Bloomberg de Igualdade de Gênero (GEI) e em 2025, a liderança sênior da holding será composta por pelo menos 30% de mulheres.

Mais do que segmentar números, focamos no desenvolvimento dessa cultura dentro do nosso grupo. Como holding, promovemos e incentivamos a diversidade, mas também entendemos as especificidades de cada negócio. Para promover a diversidade e a igualdade de gênero, cada empresa se comprometeu com metas específicas, conforme descrito abaixo:

Escolhemos a meta de 30% pois acreditamos que isso abre o caminho para o progresso para a inclusão de outros grupos minoritários em nossa equipe e pretendemos melhorar a cada dia, buscando um futuro diversificado – afinal, a Cosan é para todos.

Clique aqui para ler o Relatório de Sustentabilidade 2020 e saiba mais sobre a agenda sustentável da Cosan.