EESG Blog

Grupo Cosan avança em sua performance no CDP, referência mundial em ação climática

A holding e as empresas de seu portfólio permanente, Raízen, Rumo, Compass e Moove,  aprimoraram sua performance no questionário de clima do CDP (Carbon Disclosure Project), uma organização sem fins lucrativos para que investidores e empresas gerenciem seus impactos ambientais, tais como emissões de gases de efeito estufa, riscos, oportunidades climáticas e governança para o tema.

Neste ciclo, pela primeira vez, todas as empresas reportaram ao CDP em linha com o compromisso assumido pelo Grupo e demonstraram sólido aumento de performance em comparação com anos anteriores. Na Cosan, nosso desempenho passou de “B” para “A-“, ficando a um passo da avaliação máxima e figurando entre as empresas com maior nota em nosso setor de avaliação.

Já Raízen conquistou seu lugar na seleta “A List”, onde figuram apenas as empresas com nota “A”, maior avaliação do questionário. Como agente da transição energética, a Raízen, por meio desse resultado, retrata a integração da temática de mudanças em sua estratégia. Para se ter ideia da relevância do tema, a companhia também criou um KPI de emissões de gases de efeito estufa evitadas, indicador que reflete na remuneração variável de todos os seus funcionários.

A performance da Rumo evoluiu de “C” para “B”, refletindo as metas que tem adotado para redução de suas emissões, a contabilização de suas emissões indiretas (Escopo 3) e a divulgação de riscos e oportunidades climáticas no seu relatório de sustentabilidade.

A Compass, estreante do ano com a nota “B” e com reporte via Comgás, avançou na identificação de riscos e oportunidades do negócio relacionados à agenda de descarbonização, além de manter o tema na estratégia da empresa, trabalhando em uma revisão frequente das emissões de escopo 1 e 2 para gerenciar sua eficiência, bem como definiu metas para oferecimento de energia com menos emissões até 2025.

Neste ciclo, a Moove também teve uma evolução significativa na sua jornada em mudanças climáticas, estruturando uma área dedicada à sustentabilidade e incorporando o CDP Clima em seu sistema de gestão ambiental.

“Ter todas as empresas da holding no CDP, uma avaliação referência em transparência e gestão climática, representa um marco importante para o Grupo Cosan, que considera fundamental não apenas reportar para seus stakeholders sua performance nesta agenda, como também seguir trabalhando, de forma consistente, para continuar adotando as melhores práticas de governança climática e, assim, contribuir com o combate ao aquecimento global”, destaca Marina Carlini, Gerente Executiva de ESG & Comunicação Externa da Cosan.